Seguidores

10/06/2017

JOELHO DE PORCO À MEIA-NOITE

                                         

OS LEITORES:



                                                         

                                                         O AUTOR:


23/02/2017

ENTREVISTA COM ADhemyr Fortunatto (Concedida ao JR NOTÍCIAS, DE SÃO PAULO - SP - 22.02.17)

ENTREVISTA CONCEDIDA AO JR NOTÍCIAS, DE SÃO PAULO - SP, EM 22.02.2017
LIVROS DE ADhemyr Fortunatto, publicados até essa data:

Da esquerda para a direita:
1 -AS AVENTURAS DO BODÃO - Humor
2 - REFLEXÕES DE UM SUJEITO À TOA - Crônicas/Contos
3 - TODA FEMINISTA TEM UM MACHÃO NO CORAÇÃO - Romance Épico.

PARA ADQUIRI-LOS, EXCETO O TERCEIRO (Feminista...) QUE ESTÁ FORA DO CIRCUITO COMERCIAL:

adhemyr_fortunato@yahoo.com.br
adhemyr_fortunatto@hotmail.com

29/01/2017

BLOG CARPE DIEM - RESENHA SOBRE MEU SEGUNDO LIVRO (REFLEXÕES...)

RESENHA:
REFLEXÕES DE UM SUJEITO À TOA,
DE
ADHEMYR FORTUNATTO
editora vermelho marinho-usina de letras – rio de janeiro –2014

PELO BLOG:
carpe diem
http://www.blogcarpediem.com.br/2017/01/resenha-reflexao-de-um-sujeito-toa-de.html 


Olá, pessoal! Tudo bem? Hoje vamos conhecer mais uma resenha! Venha conferir minhas impressões!
Mas antes, vamos conhecer um pouquinho o autor.
ADhemyr Fortunatto nasceu em Sertãozinho, São Paulo, e mora na região metropolitana do mesmo estado. Escreve para o JR NOTÍCIAS, onde possui duas colunas; uma de humor e outra sobre relacionamentos. Também colabora com o blog Amor Perfeito a Dois. Ainda neste ano será lançado seu novo livro, “As Aventuras do Bodão”, que é um romance cheio de aventuras simplesmente hilárias, portanto, um livro recheado de humor. Quem se interessar em fazer uma reserva do livro, o e-mail é: adhemyr_fortunato@yahoo.com.br.
Vocês podem saber mais de ADhemyr visitando seu grupo chamado “Leitores do Escritor ADhemyr Fortunatto”, seu blog olivro-reflexoes.blogspot.com.br, seu Facebook ADhemyr Fortunatto e sua coluna do Bodão web.facebook.com/livrobodao/.
Pois bem, apresentações feitas, agora vamos falar sobre “Reflexões de um sujeito à toa”.
Sinopse:

Segundo o autor, o livro é uma obra cheia de crônicas bem-humoradas na primeira parte; a segunda, é constituída de textos mais introspectivos, que nos levam a reflexões.

Resenha:

“Reflexões de um sujeito à toa” é um livro de crônicas que eu sentia falta de ler. Depois da leitura de tantos romances, dar uma pausa nesse gênero literário e mergulhar nas crônicas de ADhemyr foi um passatempo maravilhoso, com direito a risadas, sorrisos, suspiros, reflexões e me sentir refletida em algumas histórias.
O livro é dividido em introdução, fatos do cotidiano, fatos do subconsciente e epílogo.
“Logo, ansiei pela busca da liberdade COMPLETA. Pois estar dentro de um carro, pensando bem, não é estar livre. Estar dentro de uma casa, não é estar livre. Estar dentro de um transporte público, nem se fala! Assim tratei de andar à toa. E sozinho!...”.
Com as mais diversas crônicas, ADhemyr narra com bom humor as relações humanas, as situações do nosso dia a dia e fatos que ocorreram com seus amigos, conhecidos e com ele mesmo em que se pode tirar indagações. Esse livro é sobre como o modo que levamos a vida interfere no nosso olhar sobre a mesma. O autor disseca o mundo real através das palavras, com um olhar aguçado, sensível e reflexível. Nas crônicas, muitas das vezes nos identificamos, nos vemos refletidos e criamos empatia com o escritor, como se ele fosse nosso amigo íntimo.
Uma leitura para quem quer sentir a realidade por outra perspectiva, com um ângulo profundo, divertido e que nos faz indagar sobre quem somos, o que realmente queremos, como estamos lidando com as pessoas a nossa volta e como nosso próximo pode ser parecido conosco.
Uma das crônicas de que mais gostei foi a “Que maldade! Melhor Idade...”. Segue um trechinho dela: “Envelhecer é sentir vergonha de roupas que você um dia vestiu; ter horror do que você considerou um grande sucesso e tanto ouviu; envelhecer é se perguntar como que determinados filmes você mesmo gostou e por mais de uma vez assistiu...”.
Outra que achei bem-humorada e soltei gargalhadas foi o “Manual para o adolescente conviver bem com os pais”. Segue um trechinho:
1 – Tente imaginar os seus pais adolescentes. (E fazendo coisas piores que você!)
3 – Não ligue quando você rir e seus pais ficarem sérios demais.
6 – Se eles nunca disserem que no tempo deles era melhor – cuidado! Algo pode estar errado com eles!
“Reflexões de um sujeito à toa” foi uma leitura muito divertida e reflexiva. Gostei muito da escrita leve e instigante do autor. Li o livro em uma tarde, passando as horas me deleitando com as crônicas e o modo peculiar de ADhemyr ver o mundo através de suas lentes particulares. É uma leitura prazerosa e que vale muito a pena. Após ler o gênero, agora sinto vontade de ler mais e mais crônicas.
Conheçam o autor e valorizem nossos autores nacionais!
Até a próxima, pessoal!

Carolina Belisario